Biografia

Tem 9 (nove) discos lançados, “Ultraleve” (pela Grapho, 1988, produzido por Cacaso), “Nega Rosa” (pela Lux Music, 1997, produzido por Nelson Motta em NY-EUA), “Baiana da Guanabara” (Produção coletiva-Lua Music – 2004 ), gravado entre o Brasil e a Itália, “Poesia do Brasil” com Renato Sellani (Philology-Itália -2006 ), “Batuk” com Cristiano Verardo (Itália-Cool Division-2006) e “Álbum de Retratos- Cacaso, Parceiros e Canções” com as participações de Joyce, Sueli Costa, Nelson Ângelo, Sérgio Santos, Zé Renato, Olívia Byington, Nando Carneiro e Filó Machado, todos parceiros do Cacaso (2009), Fundamental (2013), Rosa Emilia canta L’Arca di Noè (2014) e Madrigal (2018).

Desde 2013 é em turnê de shows na Itália com o espetáculo infantil “Rosa Emilia Dias canta L’Arca di Noé”- oficinas de canto e teatro para crianças que teve a sua estréia no Parco della Musica di Roma em colaboração com a Embaixada do Brasil e Roma. Em 2014 se apresenta com o show “Caymmi abraça Jobim” com André Mehmari (piano), Silvio D’Amico (violão), Roberto Rossi (bateria). Em setembro de 2012, realizou o Festival ” 100 anni di Jorge Amado” para a Prefeitura da Cidade de Veneza na Itália, promovendo a cultura brasileira em geral e baiana, em particular, através de laboratórios de percussão e capoeira, projeção de filmes, leitura de livros e espetáculos musicais. Em março de 2009 Coordenou e dirigiu o espetáculo “Cacaso – Música e Poesia” junto Sérgio Bacelar da Alecrim Produções Artísticas Ltda, nos CCBBs de Brasília e Rio de Janeiro.

Atualmente colabora com o Centro Candiani di Mestre na Cidade de Veneza Itália com a resenha mensal de cultura brasileira “Candiani Brasil!” onde propõe e coordena mostras de filmes e fotografias, cursos de música, dança e leitura, além de shows de Música Popular Brasileira. Trabalha também com as ludotecas da cidade ensinando música e teatro para crianças a partir da música de Vinicius de Moraes e Chico Buarque.

Depoimentos:
“Conheci Rosa Emília no final dos anos 80, quando ela esteve casada com meu parceiro Cacaso. Antonio Carlos de Brito, Cacaso namúsica e na poesia, era figura ímpar nos fabulosos anos 70, um dos poetas emblemáticos da ‘geração mimeógrafo’ ao lado de Ana Cristina César, Chacal e tantos outros. Na música, era parceiro de Edu Lobo, Sueli Costa, Toninho Horta e muitos mais. Além de tudo, figuraça: nessa noite, ele apareceu numa festa chiquérrima no Country Club (todos os homens de paletó), de jeans, chinelo de dedo (as havaianas ainda não estavam na moda) e uma linda baianinha ao seu lado, aparentando metade da idade dele _ era Rosa. Os dois se casaram e viveram felizes para quase sempre, até a morte dele aos 42 anos, por aí, de um infarto fulminante. Rosa gravou alguns CDs. O primeiro eu conheci logo que saiu e gostei muito, vi nela uma voz promissora, com futuro pela frente. Depois da morte de Cacaso ela se mudou para a Itália, onde vive até hoje com as filhas, e continuou a carreira de cantora. Faz poucos dias me ligou, estava finalmente fazendo um projeto com as canções dele e convidando os parceiros para participar. Gravei com ela uma de nossas parcerias, ‘Beira-Rio’, e ela me deu de presente seu CD anterior, acho que feito em 2004, ‘Baiana da Guanabara’, onde ela canta o repertório de Nelson Angelo, outro parceiro constante. Voltei para casa ouvindo o CD no som do carro. Esperava reencontrar a boa cantora do primeiro CD, mas pra minha surpresa não havia ali uma cantora boa _ havia uma cantora incrível, originalíssima. Adorei o trabalho dela, e fiquei pensando: hoje em dia, quando se sacudir o pé de cantoras no Brasil caem trezentas, como é difícil encontrar alguém diferente dos padrões. Salve Rosa, portanto! e todas as vozes interessantes do Brasil, que felizmente hão de sempre chegar. ” Joyce- 21-02-08
“Baiana de Salvador que foi casada com o poeta e letrista mineiro Cacaso (Antonio Carlos de Brito, 1944-1987) e transitou entre Lugano (Suiça), Milão e Veneza (Itália), onde está radicada, Rosa Emília chega ao terceiro CD, Baiana da Guanabara (Lua Discos). O repertório revisita – e realça – a obra do também mineiro Nelson Angelo, parceiro de Cacaso. Após Ultraleve (1988), produção do ex-marido e Nega Rosa (1997), de Nelson Motta, a bissexta Rosa voa alto e intenso. Embora o próprio Nelson Angelo tenha remexido o baú de suas parcerias com Cacaso (cerca de 65) no autobiográfico Mar de mineiro (2002), neste Baiana da Guanabara (onde há também composições só dele) sua obra soa ainda mais elucidada. ”A música de Nelson é aérea, ampla de grande visão, muitas vezes épica”, descreve Rosa no texto de apresentação. E repesca duas epifanias da era do Clube da Esquina, Canoa, canoa e Fazenda, que já reboaram no bronze vocal de Milton Nascimento. Coragem recompensada pelos ótimos resultados, ela esbanja suingue nos meandros dos sambas A vida leva, Carioca da gema e no recorte do choro 1 x 0, clássico de Pixinguinha e Benedito Lacerda que Nelson Angelo letrou. Testemunha das parcerias do compositor com seu marido Cacaso no apartamento da Avenida Atlântica, onde morou com ele por seis anos, Rosa singra ainda com a voz clara e profunda as baladas densas Ilha, Ave e o recortado baião Cresça e apareça”. Caderno B, JB, 23/04/04 Tarik de Souza. 
 
Principais shows, eventos e  festivais:

2014- Maio- Participou da VII semana Litearária de Porto Seguro no Centro Cultural daquela cidades em ocasião do centenário de Dorival Caymmi; Organiza e atua na turnê de shows na Itália com o espetáculo “Rosa Emilia Dias canta L’Arca di Noé” – oficinas de canto e teatro para crianças; Apresenta o show “Caymmi abraça Jobim”em homenagem aos 100 de Dorival Caymmi com André Mehmari (piano) Silvio D’Amico (violão), Roberto Rossi (percussão) em setmebro na Itália – onde é domiciliada; Saiu o oitavo CD de Rosa Emilia Dias “Arca di Noé – musica brasileira para crianças”.

2013- 100 Anos de Vinicius de Moraes – Turnê de shows; estréia a da “L’Arca di Noè em Roma, Auditorium Parco della Musica; Saiu o sétimo CD de Rosa Emilia Dias Fundamental

2012 – Fevereiro- “Carnevale a Venezia 2012”- com “Il Suono Improvviso” in Piazza San Marco; al Hard Rock Caffè di Venezia; Show no Auditorium di Villa Guidini a Zero Branco – Show “Tributo a Jorge Amado”. Março – Concerto  “10 anni del Serravalle Jazz Festival” na Rocca di Castruccio a Serravalle Pistoiese. Setembro – Elabora, produz e canta na resenha dedicada a Cultura baiana em Veneza ” 100 anni di Jorge Amado”. Uma semana inteira dedica a Cultura Afro-brasileira. Novembro- Se apresenta na Biblioteca central de Salvador com Sérgio Santos na II Edição de Leituras Públicas- Cacaso.

2011 – Janeiro- Centro Candiani di Mestre- “Concerto Canto Samba”; Bari no Nessun Dorma- Serata in Tributo a Ayrton Senna;  Abril – Officina del Jazz-Bari- Concerto “Canto Samba”; Junho – “Concerto Canto Samba”; Julho- Concerto Notte Bianche a Comacchio di Ravenna; Setembro – Concerto “Canto Samba” a Rialto – Campo Erbaria- Venezia-Rassegna “Il Suono Improvviso”; Dezembro –  Reveillon 2012 “Love 2012” Con La Big Band del “Il Suono Improvviso”, na Praça San Marco para 70 mil pessoas- Veneza- Itália; 
2010 – Janeiro- Concertos com A Big Band de Dino Plasmati em Matera- Italia; Fevereiro e Março- São Paulo- Brasil- Sala Crisantempo- Lançamento do CD “Álbum de Retratos- Cacaso Parceiros e Canções”, com Sueli Costa e Sérgio Santos; Maio – Concerto e CD “Álbum de Retratos- Cacaso Parceiros e Canções” Centro Candiani di Mestre com Silvio Damico e Gilson Silveira – Italia; Maio – Tour com a Big Band de Dino Plasmati em Matera- Itália; Maio/Junho – Resenha musical de MPB na Igreja de San Giacometto-Veneza. Vários artistas convidados-Itália; Julho – Show com a Big Band de Dino Plasmati em Lecce; Setembro- La Salumeria della Musica- Milano show em apoio ao l’IBRIT- Istituto Brasil-Itália.
2009 – Março/Abril – Teatro CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) a Brasília e Rio de Janeiro- Direção artistica, elaboração, coordenação, idealização e cantora no projeto- “Cacaso Musica e Poesia”-Brasil; Abril – Teatro Candiani com o maestro Renato Sellani em Veneza- Italia; Julho – Teatro Fondamente Nuove com Stefano Scutari- Isola di San Servolo- Veneza- Itália; Julho e agosto – Hotel Excelsior Lido de Venezia com Stefano Scutari – Italia; Julho, agosto e novembre tour in Puglia- Italia com a Big Band de Dino Plasmati- Projeto Jobim Novembro- Paris no Satellit Café com maestro Silvio D’Amico e Silvano Michelino; Dezembro-Gravação do CD Santo Amaro do percussionista Silvano Michellino- França.
2008 – Janeiro- Concerto BATUK na Salumeria della Musica a Milano; Fevereiro- Carnevale di Venezia Cannaregio, Venezia-Italia; Fevereiro/Março grava com artistas brasiliani de renome como Joyce, Zé Renato, Sueli Costa, Nelson Angelo, Olívia Byington e  outro o CD “Rosa Emilia -Álbum de Retratos- Cacaso Parceiros e Canções” entre Rio de Janeiro e Veneza; Março-Teatro Edi al Barrius -Milano- Com Edu Hebling, Marco Ponchiroli e Gilson Silveira- Italia; Março – Teatro de Biella – Com Gilson Silveira e Rubinho Jacob – Italia; Abril – Centrale Lounge Cafè Com Rubinho Jacob – Italia; Junho – La Salumeria della Musica- Milano com Renato Sellani. Italia; Junho – “Notte Bianca” em Bari – Ruvo di Puglia – Italia; Julho – Pesaro Festival-Pesaro- Italia; Julho e agosto – Hotel Excelsior Lido de Veneza – com Stefano Scutari- Itália.
2007 – Janeiro- CD- Poesia do Brasil – com Renato Sellani- Salumeria della Musica-Italia; Março –  CD BATUK show ao vivo na Radio Monte Carlo Night- Com Nick The Night Fly. Italia; Maio – A música”Cores” (CD BATUK) sai em37 países na pubblicidade mundial de Skoda Fabia- Agenzia Fox Music- Alemanha; Junho – Portogruaro Festival – Com Marco Ponchiroli; Julho – Caffè Pedrocchi com Batuk- Padova Jazz- Italia; Agosto – Festival Serravalle Jazz Festival- Rosa Emilia e Renato Sellani; Agosto – Festival Serravalle Jazz al Festival- “Lady Day Today”- Peça baseada na homonima biografia de Billie Holiday com Rosa Emilia, Federica Gennai, Rebecca Scorcelletti, Monica Menchi, Renato Sellani e Louise Tschabuschnig. Direção de Monica Menchi e Maurizio Tuci- Itália; Agosto-Festival Gubbio No Borders con Irio de Paula e Renato Sellani.
2006 – Agosto – Festival Serravalle Jazz Festival- Rosa Emilia, Fabrizio Bosso e Renato Sellani- Piano, trompete e Voz; Novembro- Radio RAI 2- Programa Brasil di Max di Tomassi.
2005 – Junho – “Venezia Suona” di Giannatonio de Vicenzo – Festival de Musica de Veneza- Itália; Agosto-Festival di Musica de Venezia a Rialto “Festa di Rinfondazione Comunista”- Itália.
2004 – Abril -Tour radiofonico do  CD “Baiana da Guanabara” em homenagem a Nelson Angelo- Brasile; Abril – Funda o H20 Productions com  Cristiano Verardo e Tobia Lenarda; Maio/Junho/ Julho è in tour per con il CD e concerto “Baiana da Guanabara”-Itália.
2003 – Janeiro- Funda o grupo de produção e creação musical H20 com a Cristiano Verardo e Tobia Lenarda no Waterland Music Studio-Italia. Producono il CD Lounge- “Sakura-Mirai Creative Sound” per il Mirai- Ristorante Japonês em Veneza e o CD “Heineken- chill out”; Aprile – Participa ao novo CD do cantor e compositor Nelson Angelo “Mar de Mineiro- Músicas de Nelson Ângelo e Cacaso”-Lua Music-São Paulo-Brasile; Luglio e agosto “Festival Veneto Jazz”  em Treviso, Padova, Belluno – Italia; Setembro-Tour- Tributo a Nelson Ângelo- Com Edu Hebling, Marco Ponchiroli e Francesco Casale- Verona, 
Milano, Vicenza, Padova, Bologna- Itália.
2001 – Junho- “Festa della Musica” em Milano – Com Rubinho Jacob- Itália; Agosto-Festival “Le Vie dei Canti” a Milano; Luglio – Rio de Janeiro – al Combo Studio de Cláudio Guimarães inizia le registrazioni di “Baiana da Guanabara” con Jaques Morelenbaum, Marco Suzano, Ricardo Costa, Mario Séve e Nelson Angelo- Brasile.
2000 – Show- “La Luna e la Rosa” – Omaggio a Caetano Veloso com Cristiano Verardo, Paolo Brunello, Beppe Costantini, Francesco Casale e Edu Hebling; Agosto – Idealiza la resenha de shows “Noites Tropicais” 1999 – Show na Rádio Popolare- Programma “Avenida Brasil” de Monica Paes- Milão- Itália;
Dezembro- Reveillon Casinò Campione- Suiça.
1999 – Participa do Programa “Avenida Brasil” na Rádio Popolare conduzido  Monica Paes com Marco Suzano, Gilson Silveira, Rubinho Jacob, Kal dos Santos- Milão- Itália; Dezembro- Reveillon no Cassino Campione da Suiça. 1998 – ”Festa do Mundo”- Lançamento do CD “Nega Rosa”, Porto, Portugal.
1997 – Show “Tributo a Tom Jobim” – Milano- Com Renato Sellani e Nené Ribeiro.
1996 – Agosto se transfere em Lugano – Suiça
1994 – Vários shows “Tributo a Tom Jobim” com Massimo Moriconi, Nené Ribeiro Stefano Bagnoli e Renato Sellani.
1993 – “Missa dos Quilombos”- Basilica de San Lorenzo – Milano – Solista no Coro e Orquestra de Martinho Lutero, Milão – Itália.
1989 – Janeiro chega na Itália.
1988 – Junho até Dezembro canta no grupo “Banana, Tabaco e Rum” – MPB e Música caraibica – People-Rio De Janeiro- com Muri Costa e Eduardo Morelenbaum.
1987 – Show “Mar de Mineiro” – con Claudio Nucci, Sérgio Santos e Paula Santoro SESC – São Paulo e Teatro Chico Nunes a Belo Horizonte- Brasil;
Junho – LP “Ultraleve”, con Jaques Morelenbaum e Danilo Caymmi- Direção musical de Muri Costa- Teatro Ipanema- Rio de Janeiro- Brasil.
1986 – Sala FUNARTE (Fundação Nacional de Arte)- Rio de Janeiro- Show “Carta ao Brasil” – Show de música e poesia- Com Nelson Angelo, Cacaso e “Nó em Pingo D’Água” – Direção: Tulio Feliciano- Brasil.
1985 – Teatro Forum des Halles – Paris- Concerto lançamento do CD de Nelson Angelo com Danilo Caymmi.
1984 – Gravação de  “Táxi” -Onde foi a principal intérprete feminina do musical inédito de Cacaso e Nelson Angelo.
1983 – ”Joana A Menina dos Sinos” canta na peça teatral infantil composições de  Wanda Sà, Novelli, Cacaso, Francis Hime e Danilo Caymmi.

Featuring Rosa Emilia Dias em CD: 
Fabrizio de Andrè-“Anime Salve”- BMG – Itália, 1996 I Pitura Freska: “Gran Calma”- Psycho Records – Itália, 1997 “Yeah”- Psycho Records – Itália, 1995 “Duri i Banchi” Psycho Records – Itália, 1993 Con Nené Ribeiro-“Primogenito”- Ethnoworld – Itália, 2002 Marco Ponchiroli e First Meeting-“Fast Marghera”- Srazz Records – Itália, 1995 Kal dos Santos-“Yabás, as meninas dos meus olhos”- Srijian – Itália, 1998
Nelson Angelo-“Mar de Mineiro”- Lua Discos – Brasil, 2003 Rinaldo Donati-“Casa Brasil”- Energy Productions – Itália, 2004
Mário Sève- “Casa de Todo Mundo”- 2004
Principali Compilations “Chill Out 2 “Repubblica & L’Espresso – Itália, 2007 “Ubi Jazz 2005” – Cool:Division – Itália, 2006 “Sister’s Lounge” – Cool:Division/Energy Production – Itália, 2005 “Roma Alta Moda 2 “H2o Productions/Cool:Division/Energy Production – Itália, 2004 “Heineken chill out” H20 Productions – Itália, 2004 “Milano Fashion 2”- H2O production-/Cool:Division/Energy Production – Itália, 2003 “Mirai Creative Sound” -Sakura -H20 Productions -Itália, 2003 “Storie Veneziane” -Furlan Shop- Itália, 1999 “O melhor da nova música italiana” Nuova Itália- Polygram – Brasil, 1996 “Sonho Tropical” H20 productions- Itália, 2004  “Joana a Menina dos Sinos”- Peça teatral infantil – Rio de Janeiro- Regia Ligia Diniz-1984



Biografy Born in Salvador de Bahia under the star sign of Pisces, Rosa embraced music from an early age, when she started singing, dancing and playing percussion at parties for the orixás with her grandmother Emilia, a worshipped mãe-de-santo. She was only 14 when her voice was first recorded for radio jingles. However, it was in the prolific cultural scene of Rio de Janeiro, where she moved in 1983, that her artistic path started to take shape, with her debut solo album “Ultraleve”. In the late 80’s she landed in Italy, which was destined to become her adopted country. From that moment, her career progressed on two parallel fronts, on both sides of the ocean. Her style reached maturity in the circle of jazz and music authors, through important collaborations: in Brazil with Nelson Angelo, Sueli Costa, Danilo Caymmi, Jaques Morelenbaum, and Nelson Motta; in Italy with Fabrizio De Andrè – she recorded the Portuguese vocals in “Princesa” and “Anime Salve” – and with the pianist Renato Sellani, with whom she established an intense partnership. In her eclectic career, Rosa also explored genres such as lounge music – with the group Batuk with whom she recorded “Cruzeiro do sul” (2006) – and reggae, the genre that inspired “Nega Rosa” (1996) and characterised her collaboration with Pitura Freska. With “Baiana da Guanabara” (2006), and “Album de Retratos” (2009), she retrieved her deepest inspiration, linked to the sounds and colours of her homeland.