Testi

 

A-Z

Agradecer
by Cacaso/Sueli Costa
Agradecer a Deus
pelo tempo que ele me deu para viver
o passeio que ele me deu pra passar
agradecer
a quem me faz cantar
amar sem lamentar
os nossos bons momentos
agradecer a nós
a sós
e o caminho de novo da gente encontrar
  

Álbum de Retratos
by Cacaso & Sueli Costa

Lá vou eu perseguir os seus passos
Lá vou eu
Insistir em meus fracassos
Lá vou eu
Machucado e iludido,
Ser de novo envolvido
Pela mesma ilusão
Vou ficar sob a sua janela
Vou fazer serenata
Depois vai ser o mesmo desamparo
Sei que vai custar bem caro
O fim já sei de cor
Num velho álbum eu guardei
Seu retrato a sorrir
Mas o tempo descorou
Ah! Quantas cartas, já nem sei
Quantos versos inventei
Mas você não me ouvia
Lá vou eu
Outra vez me enganar
Como quem principia
Tentando não lembrar antigos fatos
Fecho o álbum de retratos
E vou te procurar
E vou te procurar
E vou te procurar

  

Amambai 
by Cacaso

Eh Amambái
Eh Amambái
Sua mãe roubou meu pai
Eh Amambái
Foi casar no Paraguai
Eh Amambái
Eh Amambái
Começava o mes de mai
Eh Amambái
Quanto tempo lá se vai
Eh Amambái
Eh Amambái
Ele foi num burro velho
ela num cavalo bái
Eh Amambái
Eh Amambái
Quando a vida me aborrece a viola me destrai
   

Arvore Mágica
by Rosa Emília/Cacaso 

Eu plantei um pé de vento
No terreiro do meu bem
Ah! Plantando tudo dá
Ah! Plantando sempre tem
Dá gabiroba,bem-te-vi, banana-frita
Cada fruta esquisita
Cada flor de se cheirar…
Dá maniçoba, mão-de-gato pé de avenca
Melância dá em penca
Toda sorte de cajá
E dá taioba, maritaca faladeira
Quantidade de roseira
Ananás e aracá
Dá graviola mamão-femea, mamão macho
Muita coisa dá em cacho
Muita coisa em botão
Dá carambola
Tempo quente e trepadeira
Cajá-manga na jaqueira
Toda hora dá limão
Dá manga espada, manga rosa e dá comum
tangerina e gerimum
tudo fora da estação
Dama da noite
Girassol, folha de alface
Batatinha quando nasce
Esparrama pelo chão
Dá fruta-pão, dá fruta verde e madura
Uma porção de verdura
Um bem-me-quer de raiz
Dá passarinho daquele pequeninho
Que nasce dentro do ninho
E voa pra ser feliz
Eu plantei um pé de vento no terreiro do meu bem
Ah! Plantando tudo dá, ah! Plantando sempre tem
  

Ave
by Cacaso e Nelson Angelo
Sei, muitas vezes ou aéreo
mas levo muito a sério
as razões do coração
sei que é difícil ser sincero
às vezes eu te quero
às vezes não sei não
ando tão pobre de carinho
revendo os caminhos
passando a solidão
passa, nem tudo dá no mesmo
ainda agora mesmo
não sei se pode ser
sei, você é tão suave
é a sombra de uma ave
deslizando pelo chão
sei, não sei se já é tarde
a flor da sua idade
é tanta sedução
sabe, até andei pensando
quem sabe até quando
quem sabe até por que
olha, não deixa eu ser covarde
eu dei dessa verdade
eu gosto de você
eu sei

 

Ave de Arribação
by Cacaso/Nelson Angelo

Aeronave do céu
estrela guia tão só
constelação sideral
navegar feito nau
ave de arribação
asas da migração
asas da viração
asas da imensidão
asas pra voar
no azul do céu
no céu azul-marinho
azul-azul
azul da cor da terra
espaço azul
vou aprender flutuar
feito flutua balão
para poder viajar
navegar feito nau
ave de arribação
asas de um planador
asas de um condor
asas de um sonhador…
  

A Vida Leva
by Nelson Angelo

Tudo bem mas deixa eu tocar meu samba
ritmo não é só fazer escala
o samba se aprende na escola da vida
pergunte ao mestre-sala
Tudo bem mas deixa eu cantar meu samba
quero alegria a paixão e generosidade
o pão de cada dia a gentileza e muito som
aí é que fica bom
tem tanta maneira de levar,
tem tanta maneira de levar a vida
a vida leva
samba sempre tem jeito
a gente tem direito de ser feliz
deixando de lado a utopia
não vamos fazer discurso agora
é a hora do samba e o samba não tem fim
sendo assim vamos viajar no samba
que a moçada já está alucinada
o samba começou de manhã cedo
e vai até de madrugada
o samba começou de manhã cedo
e vai até de madrugada
 

Annunci